BAMBÁ DE COUVE. O “bambá-de-couve” cuja receita, muito rica, teve origem em Ouro Preto, além da lingüiça, requer costelinha, toucinho magro (defumado ou não), tudo previamente bem frito, podendo-se ou não adicionar o ovo ao mingau. E a couve tem de ser RASGADA. Couve picada no “bambá” é o sacrilégio dos sacrilégios!May 18, 2016

MAMBA

Feijão tropeiro

O feijão tropeiro é um prato típico da comida mineira e para quem visita as nossas cidades é um pedido obrigatório. A história do feijão tropeiro em Minas Gerais vem do período colonial, quando o transporte das mais diversas mercadorias era feito por tropas a cavalo ou em lombos de burros. Os homens que guiavam esses animais eram chamados tropeiros. Até a metade do século 20, eles “cortaram” boa parte do estado de Minas Gerais conduzindo gado.

O feijão misturado à farinha de mandioca, torresmo, lingüiça, ovos, alho, cebola e tempero, tornou-se um prato básico do cardápio desses homens. Daí a origem do nome feijão-tropeiro, numa referência direta aos integrantes das tropas.

A MELHOR OPÇÃO EM MARMITEX DE BH.